PEDREIRO ACUSADO DE MATAR E ENTERRAR MENINA DE 12 ANOS EM NATAL VAI A JÚRI POPULAR NESTA QUARTA (19)


Marcondes Gomes da Silva senta no banco dos réus. Segundo a acusação, Iasmin Lorena foi morta porque se recusou a ter relações sexuais com o pedreiro.


Está marcado para começar às 8h30 desta quarta-feira (19) o júri popular do pedreiro Marcondes Gomes da Silva, acusado de matar a estudante Iasmin Lorena Pereira de Melo, de 12 anos – crime ocorrido em março do ano passado na comunidade da África, no bairro da Redinha, Zona Norte de Natal. O julgamento acontece no Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova.

Marcondes responde pelos seguintes crimes:

  • Homicídio doloso triplamente qualificado (motivo fútil, impossibilidade de defesa da vítima e emprego de meio cruel);

  • Estupro de vulnerável;

  • Ocultação de cadáver.


"Nada vai trazer a Iasmin de volta, mas a aplicação de uma pena rigorosa, bem acima dos 20 anos de reclusão, vai aliviar um pouco a dor da família da menina", disse o advogado Emanuel Grilo, que vai atuar no julgamento como assistente de acusação.

Fonte: G1 RN

#JUSTIÇA

1 visualização
  • Instagram
  • Blogger ícone social
  • Snapchat ícone social
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • YouTube Long Shadow