GUAMARÉ DISCUTE PROJETO DE USINA DE ENERGIA SOLAR PARA ATENDER AUTOCONSUMO DO MUNICÍPIO

A aquisição de um sistema de geração de energia elétrica através de sistema fotovoltáico, para autoconsumo pela Prefeitura de Guamaré pautou a primeira audiência com a presença do prefeito Adriano Diógenes, vereadores e técnicos do SENAI-RN, Banco do Brasil e outras entidades.

O projeto que representa uma economia anual estimada em pouco mais de R$ 2 milhões com gastos em energia elétrica foi apresentado nessa terça-feira, 18, pela Secretaria de Indústria, Comércio e Projetos Especiais, durante audiência na Câmara Municipal.


“Esta economia é altamente necessária para fazer frente a constante queda de receita devido a diminuição das atividades da Petrobras na nossa região”, justificou o prefeito Adriano Diógenes.


A usina solar fotovoltaica terá capacidade para gerar 2.302,88 kWp (quilowatt pico), ou seja: 2 MW de potência. O município de Guamaré tem atualmente um gasto anual com energia elétrica de R$ 2.728.194,06 e o custo total para implantação do projeto é de R$ 8.290.368,00.

Segundo o Secretário de Indústria, Comércio e Projetos Especiais, David Paulino, o tempo de retorno do investimento é em torno de quatro anos e a usina tem vida útil entre 20 e 25 anos. Uma nova audiência aberta à população deve ocorrer para discutir o projeto.


Participaram da reunião, o presidente da Câmara Municipal, Eudes Miranda e os vereadores Edinor Albuquerque, Carlos Câmara, Miranda Júnior, Lizete Negreiros, Sub-Carlos e Eliane Guedes. O Procurador adjunto do município, Augusto César, o secretário municipal de Planejamento, Jefferson de Oliveira e uma representante do Banco do Brasil também compareceram a audiência.


0 visualização