PREFEITO DECRETA ESTADO DE ALERTA EM NATAL APÓS OS TRANSTORNOS CAUSADOS PELA CHUVA

Defesa Civil registrou 71 ocorrências na capital potiguar, como alagamentos nas avenidas Capitão-Mor Gouveia, Alexandrino de Alencar e Rua Mossoró; chuvas também deixaram crateras em ruas dos bairros de Nova Natal, Lagoa Azul e Pitimbu.

O prefeito Álvaro Dias (MDB) decretou estado de alerta em Natal, nesta quinta-feira, 9, após as chuvas de 115 milímetros que caíram nas últimas 24 horas. O Município também iniciou plano de contingenciamento e instalou gabinete de crise para monitorar os prejuízos causados pelas intempéries.


A Defesa Civil registrou 71 ocorrências na capital potiguar, a maioria eram alagamentos, como o acúmulo de água nas Avenida Capitão-Mor Gouveia (zona Oeste), Avenida Alexandrino de Alencar e Rua Mossoró (Leste).


Foram registradas a abertura de crateras em bairros como Nova Natal, Lagoa Azul e Pitimbu. Algumas residências sofreram com invasão da água das chuvas. Outros locais que oferecem risco a integridade física das pessoas estão sendo isolados pelos agentes da Defesa Civil. “Formei uma comissão permanente para acompanhar os pontos cruciais causados pelas chuvas”, disse o prefeito de Natal.


Segundo o secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), Tomaz Neto, das 23 lagoas com sistema de bombeamento em Natal, apenas duas transbordaram, sendo uma no conjunto Santarém, na zona Norte, e a outra na Cidade da Esperança, zona Oeste. “Em Natal existem 168 pontos críticos de alagamentos, principalmente nos bairros de Tirol e Petrópolis. Estamos trabalhando para futuramente ajustar o caso”, destacou.

No viaduto do Baldo, na Zona Leste, carros foram arrastados e o muro de um terreno da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) foi derrubado pela força da água. Segundo Tomaz Neto, uma equipe já está no local trabalhando e o prazo de recuperação do espaço é de, em média, 30 dias.


Uma cratera foi aberta pela chuva, na manhã desta quinta-feira, 9, e quase engoliu um caminhão na Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa), localizada na zona Oeste de Natal. Fato atrapalhou alguns trabalhadores que descarregavam mercadorias na unidade.


Canais de emergência


Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal, a população pode ligar para o número 190, no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Segundo os bombeiros, em caso de emergência as pessoas devem ligar para o 193 e pedir ajuda da corporação.


Entre a noite de quarta, 8, e a manhã de quinta-feira, 9, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) registrou uma série de ocorrências por causa das fortes chuvas que seguem caindo em todo estado.


Na Região Metropolitana de Natal, foram registradas pelo menos 58 enchentes e inundações; três quedas de árvores; nove desabamentos e um incêndio. Uma pessoa, que estava em perigo devido aos alagamentos, foi resgatada pelos bombeiros.


A STTU pede que seja acionado o telefone 156 em caso de algum problema constatado no trânsito.


Agora RN

0 visualização