STF AUTORIZA ABERTURA DE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR BOLSONARO E MORO

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou na noite desta segunda-feira (27) a abertura do inquérito para investigar as acusações de Sérgio Moro contra Jair Bolsonaro.

No discurso, feito antes de sua saída do Ministério da Justiça, Moro acusou o presidente Jair Bolsonaro de tentar interferir nas atividades da Polícia Federal. Moro também afirmou que sua assinatura no documento de exoneração de Valeixo, foi falsificada.


Tanto Moro quanto Bolsonaro são investigados. No pedido de abertura de inquérito, o procurador-geral da República, Augusto Aras, quer saber se Bolsonaro cometeu crime e também se Moro falou a verdade.


Aras informa que pretende apurar crimes como falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação e obstrução de Justiça. Aras pediu ainda que o Supremo interrogue o ex-ministro Sergio Moro.


“A dimensão dos episódios narrados revela a declaração de Ministro de Estado de atos que revelariam a prática de ilícitos, imputando a sua prática ao Presidente da República, o que, de outra sorte, poderia caracterizar igualmente o crime de denunciação caluniosa”, escreveu o procurador-geral.


Diário Online (DOL)

0 visualização